sexta-feira, 26 de outubro de 2012

15 alimentos que aumentam o apetite sexual

15 alimentos que aumentam o apetite sexual

Os alimentos afrodisíacos são verdadeiros estimulantes naturais do sexo. Eles são inúmeros e muitas vezes estão presentes nas refeições diárias. Ficou curiosa, para saber quais são os alimentos que podem melhorar a sua vida sexual?
Então, vamos lá! Morango, tomate, frutos do mar e chocolate são compostos de algumas substâncias que ajudam no aumento do desejo sexual.
Segundo a nutróloga, Liliane Oppermann (CRM 123314), alimentos afrodisíacos auxiliam ainda mais a estimular a libido e a liberar o apetite sexual.
“Esses alimentos podem exercer diversas ações no metabolismo: aumentam a circulação sanguínea, atuam diretamente no sistema nervoso central e alteram a libido. Além de, aumentarem a produção dos hormônios sexuais, eles estimulam sensações de prazer favorecendo a lubrificação vaginal e o prolongando a ereção”, explica a nutróloga.
De fato, esses alimentos podem sim, ajudar a dar uma calibrada na sua vida sexual, porém, você não precisar consumir todos eles de uma vez só. “Uma comida saudável preparada com especiaria ou um prato bem montado e apetitoso gera um estado de euforia, capaz de conduzir ou aumentar do desejo sexual”, afirma a nutróloga, Liliane Oppermann.
Para manter uma vida sexual saudável, não basta somente consumir alimentos afrodisíacos. É necessário conciliar uma alimentação equilibrada com os exercícios físicos. Evite ingerir muito açúcar, gorduras saturadas e opte por massas preparadas com farinhas integrais, sem deixar as proteínas de lado.
E inseria alguns dos alimentos afrodisíacos na sua refeição, pois o segredo está na combinação de cores e aromas. Abuse desse artifício que só faz bem para a saúde, além de melhorar a relação do casal.
Vai ao supermercado? Então, não se esqueça de adicionar esses 15 alimentos afrodisíacos na sua lista:
1-Carne: Ela é rica em dopamina e norepinefrina. São duas substâncias químicas cerebrais que aumentam a sensibilidade durante o sexo.
2. Frutos do mar: As outras são ricas em zinco. Elas têm uma participação especial quando o assunto é a lubrificação feminina. Além de, ajudar no tratamento de infertilidade do homem.
3. Sorvete de baunilha: Contém altos níveis de cálcio e fósforo. O cálcio auxilia os músculos a controlarem a ejaculação e podem gerar orgasmos mais potentes.
4. Mel: Ajuda o corpo a utilizar o estrogênio e aumenta os níveis de testosterona.
5. Mamão: Ele contém estrogênio que pode aumentar o apetite sexual, além de, fazer bem a saúde.
6. Pimenta: “A pimenta provoca reações fisiológicas no corpo, como transpiração, aumento da circulação sanguínea e frequência cardíaca. O seu excesso irrita os órgãos genitais causando uma sensação semelhante á excitação sexual”, esclarece a médica.
7. Alho: O alho pertence à tabela de alimentos afrodisíacos pela tradição chinesa. Ele aumenta a libido da mulher e age na circulação sanguínea, permitindo sensações no corpo, como por exemplo, de estar aquecido.
8. Morango: O morango provoca os desejos sexuais por causa dos sentidos olfativos. Já que morango com chantily é uma combinação que favorece para estimular o aroma, aumentando o desejo sexual. Além de possuir um formato fálico que influência no desejo sexual.
9. Banana: Ela é rica em magnésio e promove a vasodilatação que melhora no desempenho sexual.
10. Chocolate: Ele aumenta a produção de serotonina que permite sensações de prazer e felicidade. Esse efeito consiste na presença da feniletilamina que o chocolate apresenta, induzindo a sensações agradáveis.
11. Gengibre: Estimula a lubrificação feminina e prolonga a função erétil devido a sua ação estimulante no sangue.
12. Ovo: O ovo é composto de característica que melhoram a libido e a produção hormonal.
13. Manjericão: Melhora a circulação sanguínea nas áreas erógenas e seu aroma é excitante.
14. Amendoins: Ele é rico em vitamina E, e se for consumido sem excessos, aumenta a potência sexual e a energia.
15. Alecrim: É um poderoso estimulante e revigorante e atua sobre a impotência. O seu aroma também induz o aumento do apetite sexual.
Fonte: Nutróloga Liliane Oppermann


Nenhum comentário: